sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

set-top-box 83% mais barato desde o lançamento

Hélio Costa, Ministro das Comunicações, fez diversas declarações em uma entrevista ao site Infomoney, entre elas que o preço baixou muito, justificou a escolha do sistema japonês (já comentado neste blog), falou sobre a expansão e até sobre como a crise mundial pode afetar o setor.

fonte: Conversor de TV Digital está quase 83% mais barato

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

resumo do TC publicado nos Anais do Seminfo 2008

submeti o resumo do meu trabalho para publicar na Seção de Pôsteres do Seminfo 2008.

o resumo foi publicado nos anais do evento, porém não pude comparecer ao mesmo e, portanto, não levei o Pôster propriamente dito.

leia aqui o resumo: Ferramentas de Acessibilidade para TV Digital Interativa com Java

site do Seminfo: http://www.seminfo.com.br

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Montenegro-RS já tem TV Digital

se o sinal já chega aqui eu não sei, mas cruzei com essa vitrine, bem no centro da cidade:


vou descobrir isso no final de semana, fazendo uma visita à loja.
leia também:


terça-feira, 18 de novembro de 2008

"Não confunda o OpenGinga com o Ginga-J"

vale a pena ler essa importante informação da Cristina de Luca, repassada ao grupo de discussão devdtv por Lucas Augusto:

"Não confunda o OpenGinga com o Ginga-J

(...)Portanto, em termos de APIs, o Ginga Java deverá ter a seguinte composição:
- JavaDTV (API equivalente funcional ao GEM, desenvolvida para não pagamento de royalties)
- JavaTV
- JMF
- SBTVD (APIs de inovação brasileira)"


fonte: Convergência Digital - Circuito

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

foi ao ar o Jornal do Almoço em alta definição

assisti hoje ao programa "Jornal do Almoço", da RBS TV, o primeiro programa produzido e transmitido por essa emissora em alta definição, e passou a ser um marco divisor de tecnologia nas telecomunicações aqui para nós do RS.

aqui na cidade onde moro o sinal não chega ainda, então assisti o sinal analógico mesmo em uma TV LCD com definição normal.
ATENÇÃO: as fotos abaixo eu tirei com meu celular, portanto, o que vocês estão vendo NÃO é o sinal digital em HDTV, é o sinal analógico, a TV NÃO suporta alta definição e NÃO possui set-top-box, e o celular é celular, NÃO é uma câmera fotográfica profissional :)

o interessante é que agora a imagem analógica também vem em formato Wide Screen, 16:9. isso pode ser conferido na foto abaixo:


e um logo HDTV fica em destaque no canto inferior direito:


o local utilizado para transmissão foi o Largo Glênio Peres, bem no centro de Porto Alegre, próximo à prefeitura. participaram alguns artistas locais, consegui ver parte do show da banda Papas da Língua.



como eu não tinha tempo para acompanhar a programação completa e não estava vendo TV Digital mesmo, isso é o que eu tenho a contar por enquanto.

Versão Livre do Ginga Java será demonstrada no IV Java Day

divulgando, a pedidos de Daniel Uchôa da Overmedia:


Versão Livre do Ginga Java será demonstrada no IV Java Day

No dia 22 de Novembro de 2008, a Overmedia Networks, em parceria com o Lavid-UFPB, promove uma palestra sobre o ambiente OpenGinga, o qual contempla uma implementação de código aberto do Ginga (middleware do Sistema Brasileiro de TV Digital) e ferramentas para apoiar o desenvolvimento de aplicações Java para TV (Xlets).

Com o OpenGinga instalado, um computador com suporte a hardware específico, pode ser usado como um receptor de TV Digital. A palestra pretende abordar assuntos teóricos para fundamentar os exemplos práticos de uso do ambiente e desenvolvimento de aplicações. O palestrante será o Raoni Kulesza (confira seu lattes), pesquisador do Lavid/UFPB.

A demonstração acontecerá no IV Natal Java Day, um evento anual promovido pelo Grupo de Usuários JavaRN que reúne estudantes e profissionais de TI que utilizam ou se interessam na tecnologia Java para o desenvolvimento das mais diversas aplicações.

Durante todo o sábado serão ministrados minicursos e palestras com grandes personalidades do Brasil na área. (Veja a programação).

Em sua quarta edição, o evento será realizado no auditório do CEFET - Unidade Sede Natal/RN. Para participar, basta preencher o formulário e levar ao local do evento 2 kg(dois quilos) de alimentos não perecíveis, que serão doados à instituições de caridade do estado do RN.

A Overmedia Networks é patrocinadora do IV Natal Java Day.

Maiores detalhes sobre a palestra OpenGinga:
http://www.jeebrasil.com.br/nataljavaday/resumos/palestraRaoni.jsp

Site do evento: http://www.jeebrasil.com.br/nataljavaday

Notícia original:
http://www.overmedianetworks.com.br/noticias.html

terça-feira, 4 de novembro de 2008

estréia hoje a TV Digital em Porto Alegre

inaugura oficialmente hoje a transmissão do SBTVD em Porto Alegre, em cerimônia na capital.

como já comentei aqui, o primeiro programa da RBS TV exibido em alta definição será o Jornal do Almoço, amanhã, quarta-feira, dia 5 de novembro.

há exatamente um ano atrás eu estava finalizando meu trabalho de conclusão sobre "Ferramentas de Acessibilidade para TV Digital Interativa com Java". mais expeficiamente, em 3 de novembro de 2007 eu estava, juntamente com o Edilson, apresentando uma palestra no Seminfo em Torres-RS sobre TV Digital e JavaTV. agradecimentos especiais à professora e orientadora Karen Borges, da Ulbra Canoas.

nessa época, eu estava lendo muito sobre o assunto, em contato com diversos responsáveis por definir e implementar partes essenciais do sistema brasileiro, como o Marcelo Moreno, o Romualdo Costa e o Carlos Salles. também foi a época que este blog e o grupo de discussão devdtv foi criado, pois eu queria compartilhar um pouco do que aprendi e também aprender mais contatando outras pessoas que possuíssem o mesmo interesse que eu.

durante o ano de 2008 pude ajudar dezenas (sem exagero) de estudantes que procuraram o grupo ou a mim diretamente para tirar dúvidas, trazer suas opiniões, sugestões...

além disso, participei ativamente do fórum da Comunidade Ginga no Portal do Software Público, participação esta que me rendeu o Prêmio Ação Coletiva por escolha dos membros do Comunidade Ginga.

foi e está sendo muito bom possuir estes espaços para a divulgação e troca de conhecimentos e experiências.

pois bem, hoje é um dia que eu considero divisor de águas no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação aqui no RS: o antes e o depois da TV Digital.

"convergência tecnológica"... essa expressão tem um significado muito forte.. tão forte que eu particularmente não consigo imaginar limites nos dias atuais. e certamente, o futuro será cada vez mais surpreendente nesse ponto. (alguém duvida?)

como é um dia tão importante, coletei algumas matérias de hoje nos sites do grupo RBS para o aprofundamento no assunto:
Especial TV Digital da RBS TV

ATUALIZAÇÃO 04/11 14:00: esta postagem foi atualizada, pois a data do Jornal do Almoço em alta definição estava errada nas matérias utilizadas como referência. (diziam que era hoje, terça-feira 04/11, e na verdade será quarta-feira dia 5/11)

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

lojas já demonstram HDTV em Porto Alegre

as grandes redes de lojas de Porto Alegre já estão efetuando demonstrações da transmissão digital em alta definição da RBS TV.

fonte: Baguete

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

TV Digital chega a Porto Alegre dia 4 de novembro

prevista no cronograma original para estrear em maio de 2008, finalmente inicia dia 4 de novembro as transmissões digitais na região de Porto Alegre, através da RBS TV.

a emissora está exibindo algumas chamadas para o programa de inauguração, que será o Jornal do Almoço (tradicional jornal apresentado ao meio-dia nessa emissora, aqui no RS).

leia tudo:
Site sobre TV Digital da RBS TV
Site sobre TV Digital do Click RBS (conteúdo diferente, apesar de ser do mesmo grupo. possui "infográficos" bem interessantes que explicam o funcionamento da tecnologia)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Pós-Graduação em TV Digital na Unisal

divulgação:

"Curso de Pós-Graduação: Desenvolvimento de Aplicações Para Tv Digital

O Centro Unisal Campus São Jose Campinas esta abrindo cursos de pós-graduação nas áreas de Aplicativos para Dispositivos Móveis e Aplicativos para TV Digital Interativa."


maiores informações: UNISAL

Nascar: "Você está pronto para o digital?"

aqui no Brasil, se fosse hoje, a pergunta seria: "A TV Digital está pronta para nós?"

FCC patrocina time da Nascar por TV digital
matéria da INFO online

link ralcionado:
www.dtv.gov

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Curso: Desenvolvendo Aplicações para TV Digital Interativa: RCASoft

divulgando:


Curso: Desenvolvendo Aplicações para TV Digital Interativa Utilizando JAVATV, MHP, ACAP, ARIB e GINGA

Saiba como desenvolver aplicações utilizando a única plataforma de software que é suportada atualmente pelos padrões de tv digital interativa existentes no mundo: europeu, americano, japonês e brasileiro.

Conteúdo:

* Introdução ao Java
* Orientação a Objeto e Classes
* Pacotes e Arquivos .JAR
* Programando em JAVA
* Introdução a Programação em TV Digital Interativa
* A JAVATV e os padrões DVB/MHP, OCAP, ATSC/ACAP/DASE, ISDB/ARIB, SBTVD/GINGA
* Instalando e Utilizando a API JAVATV
* Desenvolvendo XLETs
* Introdução a MHP e suas APIs
* Ferramentas de desenvolvimento baseadas em software livre para MHP
* Introdução a ACAP e suas APIs
* Ferramentas de desenvolvimento baseadas em software livre para ACAP
* Introdução a ARIB
* Aplicações declarativas (ARIB B-24 / BML) e procedurais (ARIB B-23)
* Introdução ao GINGA
* Aplicações declarativas (GINGA-NCL) e procedurais (GINGA-J)

Data: 26 e 27 de novembro de 2008
Local: CPV - UNICAMP - CAMPINAS (SP)


Maiores Informações:
www.rcasoft.com.br
Fone: (19) 3579-0744
E-mail: atendimento@rcasoft.com.br

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

nova versão do Ginga e exemplos em NCL

foi disponibilizada a versão 0.9.28 da implementação de referência do Ginga-NCL em C++.

tem também nova versão do Set-top Box Virtual Ginga-NCL, uma máquina virtual VMWare:
baixe aqui a versão 0.9.28

para saber detalhes sobre a máquina virtual, leia este How-To.

e agora uma novidade muito aguardada, apesar de ainda não ser o Ginga-J:
foi disponibilizado um repositório de aplicações NCL que rodam no Set Top Box Virtual:
http://clube.ncl.org.br

segundo o aviso enviado pela Coordenação Ginga aos membros do Portal do Software Público (www.softwarepublico.gov.br), estas aplicações são o resultado de uma parceria entre a PUC Rio e empresas produtoras de conteúdo.

as aplicações foram apresentadas no 9º FISL, eu inclusive filmei a demonstração do Marcelo Moreno, mas não disponibilizei por questões de direitos autorais.

as aplicações disponibilizadas são:
- O Primeiro João - Exemplos para aprendizagem NCL
- Viva Mais - Peso Ideal (com uso da linguagem LUA para fazer o cálculo)
- Viva Mais - Alimentação Saudável
- Lua Rocks! (um jogo implementado em Lua)
- Hackerteen Prototype (T-Learning)


fonte: Coordenação Ginga

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

congresso da SET terá discussão sobre Ginga

o Portal do Software Livre divulgou uma nota sobre o Congresso da SET de 2008.

O quê: Congresso SET
Quando: de 27 a 29 de agosto
Onde: Centro de Exposições Imigrantes - São Paulo - SP

fonte: www.softwarelivre.org/news/11902

o site Convergência Digital tb publicou uma matéria sobre o congresso:
www.convergenciadigital.com.br

terça-feira, 22 de julho de 2008

momento de crise na TV Digital

ótima matéria do Marcel Frota, para a Universia:
TV Digital vive momento de crise, diz Marcelo Zuffo

a parte que eu mais gostei foi:
"Por que os produtos custam no Brasil mais caro do que no Japão e nos Estados Unidos, sendo que a população brasileira tem um padrão de renda menor? Essa é uma outra dimensão da questão regulatória que se fala pouco nesse país, que são as políticas industriais. Nunca vi um país que faz política industrial para industrial e não para o consumidor. Tem um inversão de valores aí enorme" - Marcelo Zuffo, professor do Departamento de Sistemas Eletrônicos da Escola Politécnica da USP

consulta pública na ABNT

há 4 projetos de normas relativas ao SBTVD disponíveis no site da Associação Brasileira de Normas Técnicas para consulta pela população.

os documentos podem ser lidos em www.abntnet.com.br/consultanacional

fonte: Portal do Software Livre

terça-feira, 15 de julho de 2008

Proview lança hoje em São Paulo seu conversor popular

XPS-1000 é o nome do set-top-box da Proview que custará entre R$199 e R$299,00.

tem 1.080 linhas de resolução, porta usb e placa de rede, segundo o site do fabricante.

a placa de rede, pelo que eu compreendi, é pra acessar a Internet por banda larga, e conforme o texto desta página, é um recurso opcional.

o site Baguete também fala sobre o conversor: leia aqui

e, segundo a notícia do Baguete, a porta usb serve para ler fotos e conectar dispositivos como teclado. teclado...? teclado=interatividade!

no site do Sistema Brasileiro de TV Digital do CPQD há um clipping de notícias sobre o conversor:
Taiwanesa lança conversor de TV digital a R$ 299
Conversor barato de TV digital chega na próxima terça-feira

nesta notícia há a a identificação dos recursos disponíveis e o valor de cada modelo:
Conversor de TV digital de R$ 199 chega ao mercado nesta terça
"O modelo mais sofisticado, que permite o acesso à internet por meio da TV, custará R$ 299, e o intermediário, de R$ 249, está preparado para a o programa de interatividade Ginga."

esta notícia também foi divulgada no Portal do Software Livre sob o título "Conversor de TV digital de R$ 199 chega ao mercado nesta terça. Com Ginga, software livre".

outras informações devem surgir após o lançamento.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

anais do TVDI'2008 - Poços de Caldas-MG

em 09 de maio de 2008 ocorreu o VI Fórum de Oportunidades em Televisão Digital Interativa (TVDI'2008) em Poços de Caldas-MG.

estava dando uma olhada nos anais do evento e vi um trabalho no qual minha orientadora do TC, Karen Borges, particiou: "Integração de diferentes áreas tecnológicas para o desenvolvimento de aplicações interativas na TV Digital".

quem tiver interesse em ler os trabalhos apresentados, pode acessar os links abaixo:
Site do Laboratório de Televisão Digital Interativa
Trabalhos selecionados

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Unisinos apresenta resultados da TV Digital

recebi hoje as "Notícias do Polo" por e-mail, boletim com notícias sobre o Pólo de Informática de São Leopoldo-RS.

nesta edição, li que os analistas da Finep visitaram a Unisinos para conhecer os resultados dos Projetos de Codificação e Decodificação de Sinais e Camada de Transporte.

desde 2001 são desenvolvidos trabalhos sobre TV Digital na Unisinos, mas a única menção a esses trabalhos que eu achei na época que fiz meu trabalho de conclusão foi uma relação das universidades e projetos de responsabilidade de cada uma no livro do Carlos Montez e Valdecir Becker, TV Digital Interativa: Conceitos, Desafios e Perspectivas para o Brasil.

eu enviei esses tempos um e-mail para a Unisinos perguntando sobre projetos de pesquisa nessa área, mas não me retornaram :(

leia mais: J.U Online

terça-feira, 1 de julho de 2008

TV Digital da Hello Kitty :P

pronto...

Hello Kitty vira TV digital portátil no Japão

CCE/PUC-Rio oferece 2o. Curso de Extensão em Ginga-NCL

Desenvolvimento de Aplicações e Conteúdo para TV Digital em Ginga-NCL
Departamento de Informática - PUC-Rio

Local: Rua Marquês de São Vicente, 225 - casa XV - Gávea/RJ

Período de Aulas: de 14/07 a 10/09/2008
2ª e 4ª feira, das 19:00 às 22:00h

Objetivo: Apresentar os conceitos e ferramentas que permitem o desenvolvimento de conteúdo e aplicações para o novo padrão de TV digital brasileiro e seu middleware: o Ginga.

Público: Profissionais que de alguma forma estejam ligados ou interessados na produção de conteúdo e desenvolvimento de aplicações para TV Digital Interativa, incluindo profissionais de informática, design e comunicação de uma forma geral.

Programa: Apresentação do Sistema Brasileiro de TV Digital: padrões e arquitetura. Apresentação dos conceitos básicos e ferramentas disponíveis para a produção de conteúdo e aplicações para TV Digital Interativa. O Middleware Ginga. A Linguagem NCL e a Linguagem Lua. Práticas de laboratório na produção de programas interativos para TV Digital seguindo o padrão Brasileiro, utilizando o Ginga com ferramentas gráficas e com as linguagens NCL e Lua.

Carga Horária: 54 horas, sendo 9 horas de aulas teóricas e 45 horas de aulas práticas.

Coordenação: Prof. Sérgio Colcher, Doutor em Ciências em Informática e Engenheiro de Computação, PUC-Rio. Pós-Doutorado em Informática, Institute Supérieur D?Informatique de Modelisation et des Applications - Université Blaise-Pascal, Clermont-Ferrand, França.

Mais informações em: www.cce.puc-rio.br

segunda-feira, 30 de junho de 2008

media center set top box update

nesse mundo de TV Digital, notei um update interessante do windows vista media center:


descrição da atualização: support.microsoft.com/kb/950124

quarta-feira, 11 de junho de 2008

WiMax em Porto Alegre

tá na Wikipedia (acessado em 11/06/2008):

"Segundo o relatório do CPqD - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, do ano de 2006, sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre, um dos requisitos para a implantação do SBTVD é a criação de um sistema WiMAX para todo o Território brasileiro. Segundo os dados que estão na página 88 deste relatório, para se estabelecer uma cobertura nacional (rural e urbana) são necessárias 2511 estações WiMAX (compostas de equipamentos de rádio, torre e antena) com um investimento total de apenas R$ 350 milhões de reais."

leia agora essa notícia do Baguete:
Embratel lança Wimax em Porto Alegre

sexta-feira, 6 de junho de 2008

hoje revisitei alguns links que eu havia salvo enquanto fazia meu trabalho de conclusão e achei este repositório muito interessante:
Repositório para Pesquisa e Desenvolvimento, do Laboratório de Televisão Digital Interativa da PUC de Poços de Caldas

vai para a seção links deste blog.

também é muito interessante a notícia de que o RS realizou ontem a primeira transmissão para TV digital com tecnologia 100% nacional, na PUC, em Porto Alegre.

e ainda, diversos países da América Latina estão considerando a adoção do sistema Brasileiro.

fontes:
PUC Poços de Caldas-MG
Sistema Brasileiro de TV Digital

sexta-feira, 30 de maio de 2008

UFRGS: Tecnologias de Transmissão Multimídia com Ênfase em TV Digital

estão abertas as inscrições para o curso de especialização em TV Digital da UFRGS.

as aulas irão ocorrer nas sextas à noite e sábado manhã e tarde, custa 18x R$410,00 e fornece o título de "Especialista em Tecnologias Multimídia com Ênfase em TV Digital".

para saber tudo sobre o curso:
Tecnologias de Transmissão Multimídia com Ênfase em TV Digital

lista de disciplinas e professores

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Ginga Wiki e OpenGinga

fui convidado essa semana pelo Marcelo Moreno para fazer parte do grupo de mantenedores da Wiki do Ginga. prontamente aceitei o convite e estarei em breve colaborando com a construção de conteúdo.

já logo no primeiro dia participando do Forum de Mantenedores do Ginga li uma mensagem falando sobre o OpenGinga e fiquei bem interessado.

pelo que entendi, é uma implementação de referência do Ginga que contém uma versão beta do Ginga-J!

leia aqui o que é o OpenGinga, quem está por trás, arquitetura, bibliotecas e ambiente de execução.

segundo Moreno, esta implementação ainda utiliza as bibliotecas do GEM e pode não ser a versão definitiva que será instalada nos set-top-boxes (leia aqui sobre essa questão)

então pessoal, está aí o tão esperado Ginga-J... só que fiquem atentos que muitas coisas podem mudar até o lançamento oficial.

www.openginga.org

sábado, 26 de abril de 2008

tutorial de NCLua

para quem se interessa em desenvolver para TV digital com a linguagem de scripts LUA, está disponível no site da PUC-RIO um tutorial, com exemplos práticos:

leia aqui: Tutorial de NCLua

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Tela Viva: Ginga-J em junho

conforme esta notícia divulgada no site Tela Viva, a versão definitiva do Ginga-J estará disponível em junho deste ano.

conforme eu já comentei neste outro post, há uma nova especificação sendo feita pela Sun, que será implementada por uma equipe de programadores do Fórum SBTVD. porém, ainda há a possibilidade de se utilizar as APIs do GEM, caso haja uma boa proposta dos detentores dos direitos autorais.

a notícia ainda cita que o Brasil poderá passar de seguidor de tecnologias para propositor.

fonte: Tela Viva

leia mais aqui

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Prêmio Ação Coletiva da comunidade Ginga

este ano está indo muito bem... recebi agora, no 9º FISL, o prêmio "Ação Coletiva" pela minha participação na comunidade do Ginga!

gostaria de agradecer a todos que votaram em mim, pois fui escolhido por votação da comunidade!

é o terceiro prêmio que eu recebo este ano (os outros eu já comentei no blog b4it.blogspot.com) e fico cada vez mais com a certeza de que estou indo pelo caminho certo.

fui informado da minha escolha pelo Marcelo Moreno logo após a Hora Ginga do dia 19/04 no 9º FISL, palestra a qual eu fui coordenador de mesa, e a entrega do prêmio foi realizada pelo Coordenador do Portal, Corinto Meffe, Gerente de Inovações Tecnológicas da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento, no stand do Governo Federal no FISL.

recebi como prêmio um Pen Drive de 2GB e um MP3 Player, tb de 2GB : )

veja aqui a relação dos premiados

então, agradeço a quem votou pelo reconhecimento, pois isso me motiva a participar e contribuir cada vez mais.


Abraço a todos e obrigado!

domingo, 20 de abril de 2008

se foi o FISL9.0

encerrou ontem o 9º FISL e eu posso afirmar que aproveitei bastante o evento, que foi a primeira edição que participei.

consolidei meus conhecimentos sobre o SBTVD, o Ginga, fiz a Oficina de desenvolvimento com Ginga-NCL, conheci alguns dos responsáveis pela criação do Middleware, recebi o Prêmio Ação Coletiva (rendeu um mp3 player e um pen drive) pela minha participação na comunidade do Ginga, isso tudo em relação à TV digital.

fui ainda coordenador de mesa em 3 palestras, ganhei vááários brindes, como camisetas, canetas, CDs com softwares livres, adesivos e fiz contato com diversas pessoas.

foi muito legal ver os nerds reunidos, ver de perto a cultura geek... é uma pena que seja um evento dominado pelos "cuecas". as poucas mulheres presentes eram namoradas de nerds ou contratadas pelos expositores para distribuir os brindes. palestrantes tb, vi um ou dois nomes de mulheres na programação.

voltando agora ao assunto deste blog, percebi que estamos bem encaminhados com a TV digital. é só uma questão de tempo, pois as dificuldades e interesses são muito grandes, o que dificulta um pouco. mas saí de lá com a certeza que o que virá será um excelente resultado, e o melhor: livre.

para saber mais:
www.fisl.com.br
www.softwarelivre.org
www.softwarepublico.gov.br

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Oficina Ginga-NCL no FISL

estou neste momento participando da Oficina Ginga-NCL no FISL, que está sendo conduzida pelo Romualdo Costa.

de chegada, encontrei minha orientadora do trabalho de conclusão, a Karen Borges... colocamos a conversa em dia e seguimos com as atividades.

estamos criando uma aplicação básica, aprendemos o que são Mídias, Regiões, Descritores, Elos...

o problema é que estamos usando o Linux e, realmente, sou um zero à esquerda neste SO... consegui ainda pegar um computador onde a máquina virtual que estamos utilizando para testar as aplicações está com problema, e meus vídeos não abrem corretamente, no tempo e posição que deveriam : (

mas a Karen conseguiu : )

conversei bastante com o Marcelo Moreno sobre o Ginga, fiz basicamente duas perguntas:
- O que é o Ginga que a TQTVD irá comercializar? Qual o vínculo dela com o Ginga da comunidade?
R: O Ginga tem dupla licensa e a TQTVD adquiriu a versão comercial. Eles só podem utilizar e alterar a versão desenvolvida pela PUC-RIO, não podem utilizar nada desenvolvido pela comunidade.

- Como se dará e em que situação está o desenvolvimento das novas APIs open source que serão desenvolvidas em conjunto com a Sun?
R: A Sun ficou com a responsabilidade de realizar a especificação das bibliotecas e uma equipe de programadores determinada pelo Forum do SBTVD, entre as empresas e instituicoes que o constituem, irá implementá-las.
Enquanto a Sun efetua a especificação, podem surgir outras propostas dos detentores das licenças das APIs proprietárias do GEM que viabilizem a utilização destas APIs. Então, oficialmente, o que vale ainda são as APIs do GEM, até que se diga o contrário... e o Ginga-J continua de molho.

foi uma EXCELENTE experiência, estou levando alguns exemplos de código NCL e irei me aprofundar na seqüência.

às 15 horas vou assistir a 2ª Hora Ginga do FISL, que vai falar do Middleware Ginga.





quinta-feira, 17 de abril de 2008

Hora Ginga: Introdução a TV Digital Interativa

acabei de assistir no FISL a Hora Ginga de hoje, onde o Marcelo Moreno falou sobre o padrão de TV digital brasileiro.

a palestra estava lotada, com gente sentada no chão (não sei em alguma outra tb foi assim).

foram abordados aspectos como: diferenças para o padrão analógico, camadas do sistema, padrões tilizados, o que é um middleware, vantagens do novo sistema e vários outros tópicos que estão disponiveis na comunidade do Ginga (inclusive foram utilizadas diversas imagens disponíveis lá para os slides).

no final foram efetuadas diversas perguntas, e algumas foram sobre tópicos que seguidamente eu vejo o pessoal perguntando, como aparelhos receptores que estão sendo vendidos sem o Ginga, a questão da segurança para aplicações bancárias, como funciona o canal de retorno para, por exemplo, comprar créditos para o celular e outras.

eu filmei partes que achei interessante, e pretendo transcrever quando sobrar um tempinho.

agora estou assistindo à abertura oficial do evento, que conta com a presença de diversas autoridades.

fui convidado pelo Moreno, durante uma apresentação sobre o sistema no stand do Governo Federal, para ser monitor da Oficina Ginga amanhã, e pretendo comparecer.

o Moreno me mostrou umas aplicações em NCL bem legais com um ambiente que emula o sistema que teremos em casa, algumas utilizando script LUA. Foi bem interessante.










em pleno FISL...

e aí.. estou em pleno FISL fazendo esse post... acabei de conhecer o Marcelo Moreno e o Romualdo no stand do Ginga no Portal do Software público :)

o Marcelo Moreno se mostrou muito atencioso e me reconheceu assim que me apresentei, pois já trocamos alguns e-mails e mensagens no forum do Ginga na época que eu desenvolvia meu trabalho de conclusão.

bom, tenho que reconhecer... nunca fui fã de Linux, software livre, mas o evento empolga! acabei de comprar meu Tux na livraria Tempo Real.

e vamos adiante, agora às 13:00 vou coordenar uma palestra sobre o uso do software livre no governo do paraná, mas estou ansioso pelos eventos em torno do Ginga.

às 15:00 assitirei a Hora Ginga, com o Moreno, depois eu posto as minhas impressões.



site do 9º FISL: http://fisl.softwarelivre.org

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Prêmio Ação Coletiva - Portal do Software Público

está aberta a votação...

o vencedor será escolhido por votação aberta nas comunidades (no caso, sobre TV digital, a comunidade do Ginga).

domingo, 13 de abril de 2008

Google na TV digital

conforme eu "profetizei" neste post, o You Tube estará na TV digital:
leia no blog Undergoogle

claro que deve demorar um pouco para chegar no Brasil...

mas não será só ele, o AdWords e AdSense também:
leia, de novo, no blog Undergoogle

ou seja: os grandões estão de olhos bem abertos para a TV digital

fisl9.0: se não vou como palestrante, vou como coordenador de sessão, então!

neste post anterior eu comentei que vou no 9º Fórum Internacional do Software Livre e que tinha enviado uma proposta de palestra sobre TV digital, que até recebeu boa avaliação, mas foi recusada... imagino eu que por um motivo que não poderia ser mais nobre: o pessoal do Ginga virá em peso e realizará diversas atividades no Fórum.

mas, como sou brasileiro (ok, descendente de alemães, mas brasileiro) e não desisto nunca, me inscrevi como coordenador de sessão em algumas palestras.

então, quem for no fisl9.0 poderá me encontrar nas seguintes palestras:
quem quiser saber o que faz e como ser um coordenador de sessão, leia aqui.

terça-feira, 8 de abril de 2008

abril de 2008 e a TV digital não anda bem...

há algumas semanas li reclamações sobre a situação da implementação da TV digital no brasil, onde muitos fabricantes reclamavam do Ginga.

agora li mais duas que não nos entusiasmam muito:

mas agora eu pergunto: vocês achavam que seria diferente??

vejam o retrospecto do projeto, desde a escolha do padrão...

imagino e espero que quando todo o território nacional possuir cobertura do sinal e o middleware estiver maduro, com o Ginga-J bombando, veremos acontecer o boom previsto de investimentos em aplicações interativas, publicidade, aparelhos, como ocorreu com a Internet e os celulares, agora está acontecendo com os notebooks.

falando nisso, em maio é para iniciar as transmissões em Porto Alegre... pelo menos está previsto no cronograma.

fisl 9.0 - Hora Ginga: eu vô!

realizei hoje minha inscrição para o 9º Fórum Internacional do Software Livre, onde ocorrerá diariamente a "Hora Ginga".

o evento ocorrerá dias 17,18 e 19 de abril de 2008 no Centro de Eventos da PUC em Porto Alegre-RS, e reúne gente do mundo inteiro.

veja aqui os horários das palestras.

a Hora Ginga ocorrerá diariamente às 15:00 e terá o seguinte conteúdo:
- Introdução a TV Digital Interativa, por Marcelo Ferreira Moreno
- Arquitetura do Middleware Ginga, por Marcelo Ferreira Moreno
- Ferramentas para desenvolvimento e testes de aplicações Ginga-NCL, por Romualdo Monteiro de Resende Costa

eu havia submetido uma proposta de palestra sobre desenvolvimento para TV digital com Ginga e Java, mas foi recusada : (

até foi bom, pq assim posso aprender mais com os desenvolvedores do Middleware.

para quem tem interesse no desenvolvimento para TV digital, é uma oportunidade imperdível... levem muitas questões para fazer aos palestrantes!

site do FISL: www.fisl.org.br

domingo, 6 de abril de 2008

tutorial: como exibir vídeo no XletView

para exibir vídeos de background no XletView, de maneira rápida e simples, basta alterar o arquivo channels.xml contido na pasta config do XletView.

no meu computador este arquivo se encontra em:
C:\Arquivos de programas\Java\xletview-0.3.6\config\channels.xml
obviamente, vai depender de onde você instalou o XletView...

altere o arquivo para que o conteúdo fique conforme abaixo:
você deve alterar o conteúdo do nodo media, apontando para um vídeo codificado com o codec Cinepak. ISTO É MUITO IMPORTANTE... se for outro formato o XletView gerará um erro e não exibirá o vídeo.

li no forum Java TV que há como exibir vídeos de outros formatos utilizando o Fobs, mas eu não consegui.

para converter seus vídeos para o formato AVI Cinepack utilize o software RAD Video Tools.

ah, e não se empolgue como eu achando que basta adicionar canais ao arquivo channels.xml e acionar o controle remoto para trocá-los... não é assim que funciona. como eu não tive tempo de me aprofundar mais, não sei se há como trocar de canal utilizando programação. imagino eu que sim... se alguém descobrir como, por favor, comente aqui.

alternativamente, se você apenas deseja alterar a imagem estática de fundo do XletView (a imagem dos "chuviscos"), altere no arquivo config\settings.txt o caminho da imagem:
file.defaultbg=config/defaultbg.jpg

coloque a imagem que quiser. fácil né?

"o difícil é saber qual parafuso apertar" : )

abraço a todos e sucesso!

leia mais no fórum Java TV:
How to play a mpg file in xlet viewer
Watching an avi file in Xletview

sábado, 5 de abril de 2008

Guia Eletrônico de Programas para TV analógica com Windows Media Center

o Windows Media Center, disponível em algumas versões do Vista e também com uma versão para XP, está exibindo a grade de programação para as TVs analógicas abertas.

o recurso pode funcionar como um TiVO

EPG - Eletronic Program Guide
é um recurso disponível nas TVs digitais que exibe a grade de programação dos canais, com os horários e outras informações.

DVR - Digital Video Recorder
é um recurso para gravar em formato digital em um HD os programas de TV, permitindo ao usuário pré-agendar os horários de gravação.

associando os dois recursos podemos transformar o nosso computador em um vídeo cassete moderno.

esses recursos já estão disponíveis no Brasil há um bom tempo para usuários de TV por assinatura... por exemplo, pra quem tem o Sky+.

na TV digital aberta também está prevista a implementação desses recursos, dependendo do set-top-box utilizado.

fonte: Plantão Info

sexta-feira, 4 de abril de 2008

artigos sobre TV Digital no JBCS

está disponível no site da SBC (Sociedade Brasileira de Computação) o Journal of the Brazilian Computer Society (JBCS) de março de 2007, contendo artigos sobre TV digital.

são 8 artigos:

Frequency Domain Concurrent Channel Equalization for Multicarrier Systems
Autor(es): Fábio D'Agostini ,Fernando C. C. De Castro, Maria C. F. De Castro, Sirlesio Carboni Júnior

Concurrent Blind Channel Equalization with Phase Transmittance RBF Neural Networks
Autor(es): Fernando C. C. De Castro, Maria C. F. De Castro, Diego Vier Loss, Paulo Roberto Girardello Franco

Design and FPGA Prototyping of a H.264/AVC Main Profile
Autor(es): Luciano Volcan Agostini, Arnaldo P. Azevedo Filho, Wagston T. Staehler, Vagner S. Rosa, Bruno Zatt, Ana Cristina M. Pinto, Roger Endrigo Porto, Sergio Bampi, Altamiro A. Susin

Ginga-NCL: the Declarative Environment of the Brazilian Digital TV System
Autor(es): Luiz Fernando Gomes Soares, Rogério Ferreira Rodrigues, Márcio Ferreira Moreno

Ginga-J: The Procedural Middleware for the Brazilian Digital TV System
Autor(es): Guido Lemos de Souza Filho, Luiz Eduardo Cunha Leite, Carlos Eduardo Coelho Freire Batista

MI-SBTVD: A Proposal for the Brazilian Digital Television System SBTVD
Autor(es): Luciano L. Mendes, José Marcos C. Brito, Fabbryccio A. Cardoso, Dayan A. Guimarães, Gustavo C. Lima, Dalton S. Arantes, Richard D. Souza

Return Channel for the Brazilian Digital Television System-Terrestrial
Autor(es): Luís Geraldo P. Meloni

The Brazilian Digital Television System Access Device Architecture
Autor(es): Eduardo Rodrigues de Carvalho, Gil Garcia de Barros, Laisa Caroline de Paula Costa, Regis Rossi Alves Faria, Rogério Pernas Nunes, Roseli de Deus Lopes, Marcelo Knörich Zuffo

leia os artigos: JBCS - Journal of the Brazilian Computer Society

segunda-feira, 24 de março de 2008

set-top-box big brother: detecção automática de perfil de usuário

meu trabalho de conclusão foi sobre Ferramentas de Acessibilidade para TV Digital, e eu desenvolvi um recurso chamado Perfil de Acessibilidade, onde o usuário pode realizar configurações conforme as necessidades especiais de cada telespectador, como lente de aumento, ativação de legendas, mudo, closed captions...

no meu trabalho a funcionalidade de seleção do perfil se dá através do controle remoto. pois vejam só o que Comcast, maior operadora de TV a cabo e segundo maior provedor de internet dos EUA, está propondo: a detecção do perfil do usuário de acordo com a forma do corpo, através de uma câmera integrada ao set-top-box!

claro que não daria para detectar as necessidades especiais conforme a proposta do meu trabalho, mas a idéia é bem interessante...

leiam a notícia no site do iG: clique aqui

terça-feira, 18 de março de 2008

fisl9.0 terá treinamento sobre Ginga

no 9º Fórum Internacional do Software Livre ocorrerá a Hora Ginga - palestras diárias sobre o middleware do Sistema Brasileiro de TV Digital.

maiores informações: www.fisl.org.br

sexta-feira, 7 de março de 2008

bibliografia para TV digital

muitas pessoas têm me pedido recomendações de leituras sobre TV digital, e realmente, não é tão fácil assim achar material, ainda mais em português.

mas isso é totalmente previsível para uma tecnologia nova para o país... com certeza muito material de qualidade está sendo produzido neste momento e ainda vai ser desenvolvido, principalmente depois que o Ginga-J estiver disponível e tivermos bibliotecas de desenvolvimento livres de licensas e royalties.

segue então a prometida bibliografia do meu trabalho de conclusão:

ARAÚJO, Rodrigo C. Curso Desenvolvendo Aplicações
para TV Digital Interativa Utilizando Java TV, MHP e ACAP
. Disponível em:
<http://www.rcasoft.com.br>. Acesso em: ago. 2007.

BRASIL. Lei nº. 5296, de 2 de dezembro de 2004. Regula
prioridade de atendimento e acessibilidade. In: SENADO FEDERAL. Legislação Republicana Brasileira. Brasília, 2004. Disponível em:
<http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=227619>. Acesso em: out. 2007.

FERNANDES, Jorge; LEMOS, Guido; SILVEIRA, Gledson. Introdução
à televisão digital interativa: arquitetura, protocolos, padrões e práticas
.
In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO, 24., 2004, Salvador.
Disponível em: <http://www.cic.unb.br/docentes/jhcf/MyBooks/itvdi/texto/itvdi.pdf>.
Acesso em: mai. 2006.

FREED, Ken. Desenvolvimento de aplicações para TV
Digital Interativa
. Disponível em: <http://www.media-visions.com/itv-newbies.html>.
Acesso em: ago. 2006.

GINGA. Portal do Software Público – Ginga.
Disponível em <http://www.softwarepublico.gov.br/dotlrn/clubs/ginga/>. Acesso em: nov. 2007.

HAVI. HAVi Level 2 graphical user interface API.
Disponível em <http://www.havi.org>. Acesso em: set. 2007.

ITVWEB. Interactive TV web: Your
source for MHP, OCAP, ACAP and Java TV information
.
Disponível em
<http://www.interactivetvweb.org>. Acesso em: set. 2007.

MC, Ministério das Comunicações. Sistema Brasileiro
de TV Digital
. Disponível em: <http://sbtvd.cpqd.com.br>. Acesso em: ago. 2007.

MHP. Multimedia Home Platform. Disponível em <http://www.mhp.org>. Acesso em: set. 2007.

MONTEIRO, Marcelo S. M. TV interativa e seus
caminhos
. Campinas, 2002. Dissertação de Mestrado - Instituto de Computação, Universidade Estadual de Campinas.

MONTEZ, Carlos; BECKER, Valdecir. TV Digital
Interativa: Conceitos, Desafios e Perspectivas para o Brasil
. Florianópolis: Ed. UFSC, 2006, 2ª ed. 200 p.

MORENO, Marcio F. Um Middleware Declarativo para
Sistemas de TV Digital Interativa
. Rio de Janeiro, 2006. Dissertação de Mestrado - Departamento de Informática, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

MORRIS, Steven; SMITH-CHAIGNEAU,
Anthony. Interactive TV Standards. Burlington: Ed.
Focal Press, 2005. 585 p.

NBR15290. Acessibilidade em comunicação na
televisão
. Disponível em:
<http://www.mj.gov.br/sedh/ct/corde/dpdh/corde/ABNT/NBR15290.pdf>. Acesso em: out. 2007.

NIC. Comitê Gestor da Internet – Núcleo de
Informação e Coordenação
. Disponível em <http://www.nic.br>. Acesso em nov. 2007.

REISMAN, Richard R. Rethinking
Interactive TV – I want my Coative TV
.
Disponível em:
<http://www.teleshuttle.com/cotv/CoTVIntroWtPaper.htm>. Acesso em: out. 2007.

SCHWALB, Edward M.. iTV Handbook:
Technologies and Standards
. New Jersey: Ed. Prentice Hall, 2003.
752 p.

SET. Sociedade Brasileira de Engenharia de
Televisão e Telecomunicações
. Disponível em: <http://www.set.com.br/tecnologia.htm>. Acesso em: ago. 2007.

SUN MICROSISTEMS. Especificação da API Java TV.
Disponível em: <http://java.sun.com/products/javatv>. Acesso em: ago. 2007.

TONIETO, Márcia. Sistema Brasileiro de TV Digital -
SBTVD - Uma análise política e tecnológica na inclusão social. Fortaleza, 2006
.
Dissertação de Mestrado – Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual do Ceará.

quinta-feira, 6 de março de 2008

TV digital da unisinos em SP

leia a notícia no Baguete

Ginga-J daqui a 3 meses em parceria com a Sun - e sem royalties!

li hoje uma EXCELENTE notícia em relação ao Ginga-J: ele será desenvolvido em parceria com a Sun Microsystems (desenvolvedora da lingaugem Java) e não utilizará as bibliotecas que compõem o GEM (padrão de middleware que encorpora bibliotecas proprietárias como HAVi e MHP) - portanto, não exigirá pagamento de licença e royalties.

o novo módulo será compatível com os padrões norte-americano, europeu e coreano, além de obviamente o japonês, do qual o sistema brasileiro é derivado.


fonte: UOL

atualização:
segundo Marcelo Moreno, desenvolvedor do Ginga, essa notícia do UOL contém erros, e as notícias que refletem a realidade são estas:
www.s2.com.br
www.sun.com

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

emissoras e fabricantes de TV indignados

as emissoras e fabricantes de TV Digital estão bufando com a atual situação da TV digital no país.

a maior reclamação é sobre o Ginga.

leia a notícia publicada no Baguete: clique aqui

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

palestra na Campus Party sobre TV Digital

palestra do professor Luís Fernando Soares na Campus Party sobre TV Digital:
veja aqui

o objeto Carrossel

o nome é bonito "Carrossel", ou em inglês, "Carousel"...

na prática, é apenas uma forma de disponibilizar arquivos através do canal de difusão, já que muitos receptores não suportam o canal de interatividade (formado pelo canal de descida e retorno) para baixar os arquivos das aplicações.

o objeto Carousel funciona da seguinte forma:
- a árvore de diretórios e seus arquivos são transformados em módulos e transmitidos para os receptores em forma de objetos, juntamente com os dados de vídeo e áudio do programa em exibição. (pode ocorrer de haver canais especiais, como os de compra e jogos da Sky, nesse caso, toda a banda do canal será utilizada para esses objetos)
- cada módulo é transmitido em forma de um único objeto, e esses objetos são enviados em seqüência, um após o outro
- ao término do envio seqüencial de módulos o processo é reiniciado. por isso o nome "carrossel": é como se cada diretório fosse um "cavalinho" do carrossel, e após terminar uma volta começa tudo de novo.

os arquivos que podem ser disponibilizados vão desde as classes das aplicações a imagens de fundo, imagens de botões, arquivos de áudio, animações, arquivos de dados, XML e muitos outros. ou seja: todos os arquivos das aplicações.

para se aprofundar mais no objeto Carousel, recomendo o livro Interactive TV Standards: A Guide to MHP, OCAP, and JavaTV do Steve Morris.
dica: compre a versão impressa, não faça como eu, que comprei a versão PDF e ela vem bloqueada e eu não consigo copiar trechos nem imprimir :P


domingo, 24 de fevereiro de 2008

tutorial de instalação do Java TV e XletView

você ouviu falar de TV Digital, descobriu que é possível desenvolver aplicações interativas para ela, pesquisou no Google e descobriu que existe uma API chamada Java TV e resolveu fazer seu trabalho de conclusão sobre o assunto.

você pesquisou um pouco mais e descobriu que existe o middleware Ginga, que será utilizado nos set-top-boxes (sim, vc já sabe que o nome do aparelho receptor da TV digital é esse) do padrão brasileiro de TV digital terrestre.

você já programa em Java e gostaria de desenvolver aplicações para o Ginga-J, mas como esta possibilidade não está disponível ainda, resolveu utilizar diretamente as bibliotecas JavaTV na sua IDE preferida e o emulador XletView para rodar seus Xlets.

assim como eu e você tivemos essa idéia, muitas outras pessoas estão tendo neste momento e terão no futuro.

como eu já passei alguns maus bocados até entender como a coisa funciona e conseguir desenvolver algo, resolvi escrever esse tutorial sobre como preparar o ambiente para compilar sua aplicação e colocar o seu primeiro Xlet para rodar.

eu vou descrever os passos que EU fiz, sei que existem outras ferramentas e maneiras de fazer a mesma tarefa, talvez mais produtivas, talvez melhores, mas do jeito que eu fiz funcionou... e fui aprovado no meu TCC, que era o objetivo maior : )

primeiro, baixe e instale as seguintes programas e bibliotecas:

- Net Beans IDE com JDK (Java Development Kit)
- JavaTV API 1.0
- XletView - o emulador (recomendo baixar os arquivos fonte)
- JMF (Java Media Framework) - para exibir vídeos

obviamente, você pode usar outra IDE de sua preferência, como o Eclipse.. mas como falei anteriormente, estou descrevendo os passos que eu segui.
ah, e instalei o Net Beans em português - o que me arrependi depois, mas nada que comprometa o sucesso da operação : ) portanto, vou descrever os ítens de menu em português, mas se você é ninja o suficiente para instalar em inglês, saberá traduzir.

tendo tudo isso instalado, o segredo agora está nos CLASSPATHs da sua aplicação.

- abra o Net Beans (ou sua outra IDE favorita)
- crie um novo projeto, defina onde ele será salvo, blablabla...
- referencie as seguintes bibliotecas no CLASSPATH do seu projeto:
  • - arquivo "javatv_fcs\javatv.jar"
  • - arquivo "xletview.jar"
  • - pasta "javatv_fcs\lib"
o local dos arquivos dependerá de onde vc instalou, no meu caso - porque instalei tudo na pasta "C:\Arquivos de programas\Java", estão em:
C:\Arquivos de programas\Java\javatv_fcs\javatv.jar
C:\Arquivos de programas\Java\xletview-0.3.6\xletview.jar
C:\Arquivos de programas\Java\javatv_fcs\lib

dica: utilizando o Net Beans, para adicionar clique com o botão direito em "Bibliotecas", depois "Adicionar Jar/Pasta", e aí selecione os arquivos e a pasta descritos acima.

o resultado deve ficar como na imagem abaixo:

você pode estar perguntando "por que adicionar o xletview.jar?"
porque é a maneira mais fácil de referenciar as bibliotecas do MHP e do HAVi, que estão contidas no pacote, e assim você poderá usar suas classes na aplicação e compilar sem problema nenhum.

- vamos pegar um atalho (afinal, pra que reinventar a roda?) e baixar um exemplo de código disponibilizado pela revista Mundo Java edição 17:
baixe aqui o exemplo

- agora é so compilar e gerar os arquivos .class

para executar o seu Xlet no emulador:
- abra o XletView
dica: abra via console, pois clicando diretamente no arquivo xletview.jar você não conseguirá ver o resultado de comandos como System.out.println() e mensagens de erro. para isso, execute o comando:

C:\WINDOWS\system32\java.exe -jar "C:\Arquivos de programas\Java\xletview-0.3.6\xletview.jar"
dica 2: crie um atalho para o comando acima, pra facilitar a sua vida ; )

- no menu "Applications", selecione "Manage applications":

- na janela que se abre, escolha "New Application":
- informe o nome para referência da sua aplicação, o caminho onde se encontra o arquivo .class gerado na compilação e o .class propriamente dito:
- salve e execute o Xlet. para executar, basta abrir o menu "Applications" e selecionar o nome que você deu anteriormente.

o resultado será o seguinte:
para cada tecla que você pressiona no controle remoto (lado direito da imagem) será exibido o nome do botão.

atingimos assim o objetivo desse tutorial, que era demonstrar os passos para instalação, configuração do ambiente e execução do seu primeiro Xlet.

agora você deve se aprofundar nos estudos para entender o ciclo de vida do Xlet, dominar a criação de elementos como botões e campos e uma série de outras características próprias de Xlets.

e o maior desafio: conseguir carregar seu Xlet em uma aplicação Ginga-NCL. se você conseguir, me ensine como : )

um abraço e sucesso! qualquer dúvida, entre em contato através de comentários ou pelo grupo Desenvolvimento para TV digital


importante: se você deseja copiar ou distribuir este conteúdo, utilize o arquivo disponibilizado em:
http://devdtv.googlegroups.com/web/Tutorial_JavaTV_XletView.pdf
mantendo a referência ao autor e ao site

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

curso de TV Digital em março na Unicamp

Curso TV Digital

"Descrição do Curso
O curso Desenvolvendo Aplicações para TV Digital Interativa Utilizando JavaTV, MHP, ACAP, ARIB e GINGA é destinado a pessoas que desejam começar a trabalhar com desenvolvimento de aplicações para TV Digital Interativa (TVDI), se especializando na API JavaTV que foi criada pela Sun Microsystems. Além disso, serão abordadas diversas características e ferramentas de desenvolvimento baseadas em software livre voltadas para as especificações de middleware para TVDI adotadas na Europa (MHP), nos EUA (ACAP), no Japão (ARIB) e no Brasil (GINGA).

Data e Local do Curso
Data: 26 e 27 de Março de 2008
Local: CPV - UNICAMP - CAMPINAS - SP

Valor do Curso: R$ 950,00 (individual) *
* Desconto especial para inscrições em grupo.

Maiores Informações
Telefone: (19) 3579-0744
E-mail: atendimento@rcasoft.com.br
WEB Site: http://www.rcasoft.com.br
"

fonte: RCA Soft

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

receptor de TV digital USB da Leadership

a Leadership lançou seu receptor USB para o sistema brasileiro de TV digital.



vejam as características disponibilizadas no site do fabricante:

Nome do Produto:
Receptor de TV Digital USB

Descrição:
- Totalmente compatível com o padrão de TV digital brasileiro.
- Assista a programação da TV Digital diretamente no seu PC ou notebook.
- Total mobilidade permitindo assistir TV Digital a qualquer hora e em qualquer lugar com seu notebook.
- Permite gravar a programação da TV diretamente no HD.
- Permite agendamento de gravações.
- Função Time Shifiting que permite utilizar a função pause em programas de TV.
- Acompanha duas antenas, sendo uma mini retrátil para mobilidade e outra de alta sensibilidade para locais com sinal baixo.
- Sintonia automática de canais.
- Acompanha o software Presto! PVR Monitor
- Conexão via porta USB.

Características do produto:
- Alta sensibilidade: -97dBm
- Baixo consumo de energia: 500mW ~ 550mW
- Recepção de Canais: UHF 13 - 69 (470~806Mhz)
- Proteção contra cópia: Saída AES 128 bit
- Interface USB 2.0 (5V ± 5%), dispensa alimentação externa.
- Codificação do Hardware: Suporte para codificação do Hardware e cópia única

Características de reprodução:
- Decodificador do software: H.264 e decodificador de áudio.
- Lista de canais: Lista de canais de TV e informações do canal com uma janela com a lista dos programas (depende da disponibilidade da emissora)
- Controle de vídeo: Brilho / contraste / cor / controle de saturação.

Geral:
- Controle de qualidade de vídeo para diferentes níveis de tolerância
- Transferência de hora / vários idiomas / integrado.
- Varredura de canais / programação de gravação
- EPG - Exibe os horários da programação dos canais e a sua descrição (depende da disponibilidade da emissora)

Requerimentos do Sistema:
- Sistema operacional: Windows 2000 SP4 / XP SP2 / Vista
- DirectX 9.0a ou acima
- CPU: processador com (1.5GHz)
- Memória RAM: 128MB RAM
- Placa de vídeo com 64MB RAM

Conteúdo da embalagem:
1 Receptor de TV Digital USB
1 Mini antena retrátil
1 Antena Retrátil de alta sensibilidade
1 CD-ROM (manual do usuário, software e driver

fonte: Leadership

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Ginga NCL e Microsoft

e não é que a Microsoft também está planejando criar uma linguagem declarativa semelhante ao XML, assim como o Ginga NCL e outras linguagens para TV digital?

especula-se que a linguagem deva se chamar "D", o que pode cair bem, pois seria o próximo passo depois do "C" e também a inicial de "Declarative" : )

[obs.: a linguagem D já existe, mas quem falou sobre o nome foi a Computerworld]

li recentemente um livrinho da série "Empresários de Êxito" contando a história do Bill Gates, e o que ficou fortemente ressaltado é que ele e a Microsoft nunca criaram nada, apenas pegam boas idéias, "melhoram" e depois vendem. o autor do livro é Robert Heller

nesse livrinho há uma citação de Bill Gates onde ele fala que a próxima onda tecnológica será a TV digital (pág. 18). talvez, quem sabe, o "D" seja de "Digital TV"?

fonte: Computerworld

saiba mais: Wikipedia - Declarative programming

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Zero Hora: Estado quer aproveitar chegada da TV digital para atrair investimentos

boa notícia a que saiu no site da Zero Hora hoje:

fonte: Estado quer aproveitar chegada da TV digital para atrair investimentos

vamos torcer para que o RS leve essa, apesar de termos alguns acontecimentos recentes que me fazem desanimar um pouco, como a ida da fábrica da Dell para São Paulo (leia aqui e aqui).

middlewares e bibliotecas para TV Digital

neste post anterior eu citei que foram avaliados 3 padrões existentes para a adoção das transmissões terrestres no Brasil: Europeu, Americano e Japonês.

vou agora descrever algumas das principais características de cada sistema, quais os seus middlewares e as APIs suportadas.

Padrão Europeu (DVB-MHP)
Sistema de transmissão: DVB (Digital Vídeo Broadcasting)
O enfoque inicial deste sistema foi a interatividade em detrimento da qualidade. Possui três subdivisões em relação ao sistema de transmissão:
DVB-T: Terrestre, por radiodifusão
DVB-C: Cabo
DVB-S: Satélite

Na maioria dos países o DVB-T é pago, e os receptores (set-top-boxes) subsidiados pelas operadoras de TV ou até gratuitos.
Middleware: MHP (Multimedia Home Platform)
Baseado no uso de uma JVM (Java Virtual Machine) e um conjunto de APIs possibilita que programas feitos em Java acessem recursos do receptor de forma padronizada. Uma aplicação DVB que utiliza Java é chamada DVB-J. Na especificação 1.1 do MHP foi introduzido o DVB-HTML. Possibilita entre diversos outros recursos o download de aplicações, que são armazenadas em memória persistente e acesso a smart-cards.
O padrão DVB-MHP é utilizado, além dos países europeus, na Austrália, Malásia, Índia, África do Sul e Honk-Kong na China.

Padrões Americanos (ATSC-DASE e OCAP)
ATSC-DASE: Terrestre
Sistema de transmissão: ATSC (Advanced Television Systems Committee)
O principal enfoque deste sistema é a transmissão de alta definição (HDTV, High Definition Television), em detrimento da interatividade e multiprogramação.
Apresenta problemas na recepção através de antenas internas e não suporta recepção em dispositivos móveis, como por exemplo, em celulares.
Middleware: DASE (Digital TV Application Software Environment)
Utiliza JVM (Java Virtual Machine) e permite o uso de linguagens declarativas, como o HTML.
O padrão ATSC-DASE é utilizado nos Estados Unidos, Canadá, Coréia do Sul e Taiwan.
CableLabs-OCAP: Cabo
Sistema de transmissão: sistema de TV a cabo, independente da organização ou fabricante.
Middleware: OCAP (OpenCable Applications Platform)
Baseado no MHP europeu é o middleware utilizado nas transmissões de TV a cabo dos Estados Unidos, que detém a ampla maioria das recepções neste país.

Padrão Japonês (ISDB-ARIB):
Sistema de transmissão: ISDB (Integrated Services Digital Broadcasting)
As vantagens deste sistema em relação aos demais são a flexibilidade de operação, boa recepção em antenas internas ou em áreas encobertas e o bom suporte a aplicações móveis.
Middleware: ARIB (Association of Radio Industries and Businesses)
Definido pela organização ARIB, esse middleware é formado por alguns padrões, como:
ARIB STD-B23 (Application Execution Engine Platform for Digital Broadcasting), baseada no middleware MHP, indica uma tendência de entrar em conformidade com o DVB-MHP, como veremos adiante.
ARIB STD-B24 (Data Coding and Transmission Specification for Digital Broadcasting), define uma linguagem declarativa denominada BML (Broadcast Markup Language), baseada em XML (Extensible Markup Language), é usada para especificação de serviços multimídia para TV digital.
O padrão ISDB-ARIB é utilizado somente no Japão, até então.

obs.: este conteúdo está disponível no meu artigo do trabalho de conclusão sobre TV digital, assim como a bibliografia utilizada nas pesquisas.